Abdominoplastia

ABDOMINOPLASTIA ou dermolipectomia abdominal é a cirurgia de correção do abdômen flácido com sobra de pele ou gordura.

QUANTO TEMPO DURA A CIRURGIA?
R: Ao menos 2 horas. Este período poderá ser prolongado se houver cirurgias associadas como lipoaspiração.

QUAL ANESTESIA É UTILIZADA NA ABDOMINOPLASTIA?
R: Anestesia geral ou peridural. Esta cirurgia deve obrigatoriamente ser realizada em hospital.

QUAL O PERÍODO DE INTERNAÇÃO?
R: De 1 dia, tendo alta hospitalar na manhã seguinte.

QUANTOS QUILOS VOU EMAGRECER COM A DERMOLIPECTOMIA ABDOMINAL?
R: A pele e a gordura da região abaixo do umbigo retiradas na abdominoplastia pesam em média 800g . Há casos de apenas 500g e casos que chegam a 8 kg. Não é entretanto o peso retirado que definirá o resultado estético, mas sim as proporções que o abdômen mantém com o restante do tronco e dos membros.
Mulheres que apresentam flacidez do abdômen, com predominância de pele sobre a quantidade de gordura, permitem os melhores resultados. O excesso de gordura na cintura nos leva a aconselhar que seja procedida uma lipoaspiração concomitante para o resultado não ser plano no abdômen e alargado na cintura.

A CIRURGIA DO ABDOME DEIXA CICATRIZ MUITO VISÍVEL?
R: A cicatriz resultante de uma dermolipectomia localiza-se horizontalmente em arco logo acima da implantação dos pelos pubianos, prolongando-se lateralmente em maior ou menor extensão, dependendo da extensão de pele retirada. Quanto mais pele retirada, maior a cicatriz. Esta cicatriz é planejada para ficar disfarçada sob as roupas de banho. O aspecto da cicatriz muda com o tempo:
PERÍODO IMEDIATO: Vai até o 30º dia e apresenta-se com bom aspecto e fina. Alguns casos apresentam reação aos pontos ou ao curativo.
PERÍODO MÉDIO: Vai até o 6º ou 8º mês. Neste período haverá espessamento natural da cicatriz, e manterá tonalidade avermelhada que vai aos poucos clareando. Caso for tomar Sol a cicatriz deverá ser coberta com bloqueador solar, pois senão os raios ultravioletas mancham a cicatriz de marrom.
PERÍODO TARDIO: Vai até 1 ou 2 anos. Neste período, a cicatriz tornar-se mais clara e menos consistente atingindo o seu aspecto definitivo.

QUANDO ATINGIREI O RESULTADO DEFINITIVO?
R: Em alguns meses. Até 2 meses o abdome apresenta-se inchado, e a drenagem linfática ajuda na recuperação. A sensibilidade ao toque permanece diminuída por um período mais longo. Com o decorrer dos meses, vai gradativamente retornando.

COMO SERÁ O NOVO UMBIGO?
R: O seu umbigo será o mesmo. O cirurgião recorta seu redor e a pele corre por cima dele. No final ele aflora em novo furo, aonde é suturado.
Circundando o umbigo existirá uma cicatriz que sofrerá a mesma evolução da cicatriz inferior. Em outros casos o umbigo é descolado do músculo e é suturado mais abaixo, o que não deixa cicatriz externa.

A DERMOLIPECTOMIA ABDOMINAL CORRIGE O EXCESSO DE GORDURA SOBRE A REGIÃO DO ESTÔMAGO?
R: Na técnica clássica a camada de pele e gordura desta região é esticada para poder chegar até a região inguinal.
Quando há muita gordura nesta região do estômago, mesmo esticando ainda ficará um pouco saliente no final.
Caso fique desproporcional, poderá ser feita uma lipoaspiração localizada após 3 meses.
A Lipoabdominoplastia associa lipoaspiração no abdome junto com a abdominoplastia, mas esta técnica só pode ser realizada em alguns casos.

PODEREI TER FILHOS FUTURAMENTE?
R: Na abdominoplastia o cirurgião amarra os músculos do abdômen entre si para corrigir a flacidez e retirar a sobra de pele.
Caso haja nova gravidez o abdômen não estará adequado para a distensão do útero.
Portanto a abdominoplastia não é indicada para jovens que ainda vão engravidar, a não ser que sejam pessoas grandes e tenham muita pele sobrando, tipo avental.

O PÓS-OPERATÓRIO DA DERMOLIPECTOMIA ABDOMINAL É MUITO DOLOROSO?
R: Não. Há pouca dor na região mediana, aonde foi feita a amarração dos músculos. Por ficar dobrada cerca de 2 semanas, as pacientes costumar queixar de dor nas costas também.
Repouso adequado e analgésicos resolvem estes problemas.

SÃO UTILIZADOS CURATIVOS?
R: Sim. Sobre os cortes haverá micropore que permanecerá por 30 dias e será trocado pelo cirurgião 1 vez por semana.
Sobre os micropores haverá gazes que deverão ser trocadas sempre que molharem no banho ou pelo menos uma vez por dia.
Em cerca de 3 dias as gazes já serão dispensadas e somente os micropores deverão ser secados com secador de cabelo após os banhos.

QUANDO SÃO RETIRADOS OS PONTOS?
R: Os pontos serão retirados alternados do umbigo em torno do 7º dia. Na cicatriz em arco serão retirados com cerca de 12 dias ou quando estiverem bem cicatrizados.

QUAL A EVOLUÇÃO PÓS-OPERATÓRIA?
R: Como foi removida grande quantidade de pele o corpo deve ser dobrado para o cirurgião fechar o abdômen. A paciente permanecerá dobrada por cerca de 15 dias devendo dormir e andar com os joelhos dobrados.
Neste tempo a pele vai cedendo e o corpo vai ficando ereto. Nos primeiros dias deverá acomodar o leito com 2 travesseiros na cabeça e 2 travesseiros sob os joelhos.
A paciente ficará acamada principalmente nos 3 primeiros dias, onde devem ser realizados frequentemente movimentos de rotação nos pés e flexão e extensão das pernas para ajudar a circulação e retorno sanguíneo.
Mas as pacientes não deverão ficar o tempo todo na cama, pois ao andar as panturrilhas bombeiam o sangue das pernas ativando a circulação. Isto é muito importante porque evita o risco de trombose. A trombose venosa nas pernas é a principal complicação nestas pacientes acamadas.
Caso o cirurgião opte pela drenagem, o dreno será retirado em cerca de 3 dias.

RECOMENDAÇÕES:

Programar suas atividades sociais, domésticas ou escolares, de modo a se tornar dispensável aos familiares ou terceiros, por um período de aproximadamente 2 a 3 semanas.

Não esquecer de providenciar a CINTA COMPRESSIVA PÓS-CIRÚRGICA. Compre 2 cintas, para a troca durante a lavagem da cinta. Você deverá usá-la por no mínimo 30 dias.

PÓS-OPERATÓRIO:

Haverá uma mangueira com um reservatório de drenagem de sangue que o cirurgião irá retirar nos primeiros dias.

Ande curvada, com ligeira flexão do tronco e joelhos, e mantenha passos curtos, por um período de 10 a 14 dias. Evite esforços por 25 dias. Dirigir automóvel somente após 30 dias.

Voltar ao consultório para os curativos nos dias e horários agendados. Você deverá trocar seus curativos nos primeiros 3 ou 4 dias. Providencie antes gazes e fitas tipo micropore.

Drenagem Linfática ajuda a tirar a dor e desinchar. Inicie por volta de 5 dias depois da cirurgia.